domingo, 8 de abril de 2018

Monocórdico


       
Sobrevivo no mundo da utopia

E acordo num banho de água bem fria

Pela indignação da hipocrisia.

Levada nas ondas da fantasia,

Porque só por verdadeira ironia,

Se torna suportável o dia-a-dia.

 

Fecho-me no meu mundo belo irreal

Sonhando viver num lugar ideal

Esquecendo que à volta há tanto mal,

P’la ambição de tanta gente desleal.

Tanto comportamento antissocial

Que é reprovável mas não penal…

 

P’ra  do mundo ter outra perceção

Procuro encontrar mais compreensão

E em todos lugar no seu coração

P’ra unidos vivermos em comunhão

Num elo de amor fraterno de irmão

E que o meu mundo não seja ilusão!

                                      «»

                      
Poema de - Zélia Chamusca
Fonte de imagem -Google
                        

Sem comentários:

Enviar um comentário