quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Mais uma carta para o Pai Natal


 


                                  

Meu Velho Pai Natal,

 

Três anos já passados que te escrevi

Pela primeira vez, e bem me atendeste

Com o belo presente que te pedi

Com aqueles criminosos tu correste!

 

Venho agora fazer-te um novo pedido,

 Semelhante àquele, ouve-me, não te rias…

Não lhes dês o presente pretendido…

Sabes, é que estes querem mais regalias…

 

Vê tu bem, que se esquecem dos pobrezinhos,

Apenas no Natal, nenhum é esquecido

E, durante todo o ano, coitadinhos

 

Vivem na rua sempre, todos os dias…

Meu Velho Pai Natal, olha o meu pedido:

Não lhes dês de presente estas mordomias.

                            «»

                                     Zélia Chamusca
Poema de - Zélia Chamusca
Fonte de imagem - Google
                                     

Sem comentários:

Enviar um comentário