domingo, 9 de julho de 2017

Não deixo que me inibam a vontade



 
Não deixo que me coartem o pensamento

e que nunca me impeçam a decisão!

Nem sequer por nenhum forte tormento

no meu caminho perderei a razão!

 

Não deixo que me inibam a vontade

de lutar para vencer, ser e ter.

Nem nunca perderei a liberdade

de a verdade sempre poder dizer!

 

Não morrerei na apática letargia!

Vim para cumprir minha finalidade,

e, quando eu tiver que partir um dia;

seguirei, então, em paz, para a Eternidade!

                            «»
Poema de -Zélia Chamusca
Fonte de imagem - Google

Sem comentários:

Enviar um comentário