sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Deixemo-los falar; só dizem tretas!

                        
Andam os demónios enfurecidos
espalhando o ódio por todos os lados.
Coitados, entonteceram perdidos,
muito mais  valera estarem calados.

Julgam que fazem tremer o mundo,
mas, coitados dos tristes, não conseguem…
Vão agonizando no ódio profundo,
lentamente, até que a Hades regressem.

Assim, a vida vai julgando as bestas
quando errando vão na vida terrena.
Deixemo-los falar; só dizem tretas!

Estrebucham e vomitam maldade,
treme o gládio e partido cai na arena
e vence entre nós a tranquilidade!
                               «»
                                  Zélia Chamusca
                                       

Poema de - Zélia Chamusca
Fonte de imagem - Google

Sem comentários:

Enviar um comentário