sábado, 1 de outubro de 2016

O nosso abraço eterno e infinito


Hoje, Dia Mundial da Música, ouço gravada no CD da memória a canção
com que enchias a plateia que encantavas transmitindo  alegria e vida à celebração.
Cantavas e tocavas a mais bela canção que guardo bem fechada no coração.
Não sabia que este dia de hoje era o dia Mundial da Música e, surgiu a recordação

quando olhei a caixinha dos anéis  de rubis que me ofereceste perfumada com  a flor
mais  linda, vermelha, cor de rubi, que guardei como símbolo do nosso eterno amor,
o presente mais belo que me deste  foi esta flor de vermelha cor.

Peguei na chave da música, dei corda e ouvi aquela canção de celestial beleza
com que esperava o abraço eterno e infinito, gravado na absoluta  certeza.


Zélia Chamusca


2016-10-01

Fonte de imagem- Google
Poema de - Zélia Chamusca