domingo, 22 de novembro de 2015

Viva a Esperança na Mudança Surgida





Antoine Laurent Lavoisier, considerado o pai da química, criador do princípio da teoria da conservação da matéria, diz-nos na célebre frase:

“Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.”

Eu direi que, com efeito, tudo se transforma, não apenas a massa mas também  o pensamento, as ideias, e, não  só através da  evolução como preconizam alguns, mas também numa dialética resultante da luta de contrários, isto é, tudo se transforma  numa dinâmica entre a evolução e a regressão.

Estamos a viver um momento em que estão a surgir novos paradigmas, novos pensamentos através dos quais surgem novas ideias ou conceitos que conduzirão à mudança de práticas e, consequentemente, do “modus vivendi”, na sociedade em que vivemos.

Esta mutação, aqui aplicada às ideias ou conceitos, é, como atrás referi, o resultado da dinâmica entre opostos.

Nem todos entendem nem pretendem entender, ou seja, não têm necessidade de entender.

Só o povo, o pobre, o indefeso entende e sente, agora, a felicidade da esperança surgida pelo termo da insegurança   sofrida nos últimos quatro anos de viragem à direita esclavagista, tão nefasta para os referidos indefesos e a favor dos que não pretendem entender pois, a eles nada tocou a não ser o privilégio de auferirem o que falta, porque foi retirado, aos desprotegidos atingidos pelo regresso a uma nova fase de exploração pelas forças regressivas.

Já começou o sol a brilhar, fez-se luz nas mentes preconizadoras dum processo de evolução que está  a surgir dum confronto de ideias, conceitos e valores donde resultará a mudança esperada pelos, até agora atingidos, condenados a pagar discriminada e injustamente o mal que outros causaram, através da má gestão, incompetência, desonestidade e corrupção,  na sociedade portuguesa.

Agora há luz, há vontade, há humanismo, há ideias, há conceitos e valores e, sobretudo, inteligência e força para uma mudança na nossa sociedade onde todos possamos viver felizes em democracia plena e consolidada.

Brindemos àqueles que estão a trabalhar para que, se torne realidade a esperança surgida!

Viva a mudança! 

Viva a verdadeira democracia!


Zélia Chamusca

2 comentários:

  1. As palavras da amiga Zélia Chamusca têm a dimensão do mundo!. Só não vê quem é cego ou não quer ver. Esse passado recente que quase "matava" o nosso País, foi contido. Foi resgatada a Democracia. Acabaram os medos. Acabou o silêncio forçado!, Viva o PS, viva Portugal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Neca Ferreira!
      É verdade, graças a Deus e a todos nós que conseguimos afastar, para bem longe, neoliberais sem escrúpulos que destruíram o país e nos estavam a destruir a nós! Viva a Democracia!
      Muito grata pelo seu comentário,
      ZCH

      Eliminar