terça-feira, 15 de setembro de 2015

Para os vacilantes



Perderam a máscara
os comediantes.
Ainda estás à rasca
entre os vacilantes?

Não tenhas mais dúvida,
há outro caminho.
Segue nova vida,
não estás sozinho.

Abre a tua pestana,
depois não te queixes,
se qualquer sacana
te lixar. Não deixes!

Olha a tua postura
face à situação…
Causar a rotura
está na tua mão!

Vamos de mão dada
para a luta unidos,
fora co ’a cambada!
Vão todos corridos!

Preciso é romper
esta situação!
Abaixo o poder
p’ra bem da nação!
            «»

                  Zélia Chamusca

9 comentários:

  1. Na elegante e fina escrita da tua pena

    Às vezes é preciso acordar o silêncio da memória
    Ou esperar pelo adormecimento inadiável
    Com o gesto sereno e demorado da ternura
    Com o acordar do amor rompendo o improvável


    Uma radiosa semana



    Doce beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parabéns pelo lirismo do seu comentário num belo poema.

      Agradeço o comentário ao que escrevi, que não considero nada elegante mas a tradução da dureza da realidade através da liberdade que este género literário permite.
      ZCH

      Eliminar
  2. Gostei muito da sua poesia.
    Voltarei muitas mais vezes, por isso.
    Zélia, tenha uma boa semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde
    Passei pelo teu cantinho para te dar a conhecer o meu modesto espaço de poesia.
    Espero que gostes. Um abraço, Ana Pereira
    http://almainspiradora.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente, as máscaras caem mas não perdem seguidores, aqueles que fazem do poder o seu objetivo primeiro. O povo sofrido ainda não aprender que é forte, se unido. Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Marilene, é verdade, parece que ainda não aprendeu... Mas venceremos!
      Grata e beijinho,
      ZCH

      Eliminar
  5. Zélia , minha amiga Querida.
    tenho ficado muito ausente nesses últimos meses
    a tratar da cirurgia quase cinco meses se passou acredite ainda sinto muitas dores,
    apesar de esta ciente , que ia doer até mais de um ano.
    E a poucos dias perdi uma pessoa da família deixa a gente um pouco sem rumo.
    a você minha querida um abraço carinhoso.
    Beijos..Evanir..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Evanir, desejo um rápido restabelecimento e sei que será breve o restabelecimento total.
      Quanto à dor pela partida de um ente querido, eu sei o que é essa dor, mas, não podemos fazer nada e temos que aceitar a vida como é, pois, todos nós teremos que partir um dia.
      Beijinho,
      Zélia

      Eliminar