terça-feira, 15 de setembro de 2015

Para os vacilantes



Perderam a máscara
os comediantes.
Ainda estás à rasca
entre os vacilantes?

Não tenhas mais dúvida,
há outro caminho.
Segue nova vida,
não estás sozinho.

Abre a tua pestana,
depois não te queixes,
se qualquer sacana
te lixar. Não deixes!

Olha a tua postura
face à situação…
Causar a rotura
está na tua mão!

Vamos de mão dada
para a luta unidos,
fora co ’a cambada!
Vão todos corridos!

Preciso é romper
esta situação!
Abaixo o poder
p’ra bem da nação!
            «»

                  Zélia Chamusca

sábado, 12 de setembro de 2015

Tanto aparato para tão pouco...


         


Luzes a brilhar,
vestes a rigor
seduzem o olhar
de pleno esplendor!

Há gente que espera
plena de esperança
mensagem sincera
de muita confiança.

Tantos a escutar
o que nada diz,
neste confrontar
de quem contradiz.

É um faz que faz,
é um diz que diz,
mas, nada se faz
do que diz que diz.

Disputa cerrada
que se está a ver,
de nada p’ra nada
só pelo poder!

Foi grande o confronto
e a desilusão
mas um marcou ponto
e só o outro é que não.

Da desilusão
do povo que espera
surge a reflexão
de sonho e quimera.

Sai da escuridão
das luzes sem brilho!
Fora a exploração!
Segue reto trilho!

Não cruzes os braços!
Iremos vencer!
Fora c'os palhaços!
Só  querem  poder!
                «»

                Zélia Chamusca   


Fonte de imagem - Google