terça-feira, 30 de setembro de 2014

Este aumento é provisório





Aumentaram o ordenado
Ao pobre do coitado!
Fica o pobre afortunado
Já da miséria é tirado!

Nem dá para meio café
Vai ter que aguentar de pé
E já é grande tal banzé
Que não entendo porque isto é?!

Este aumento é provisório!
Até parece irrisório
Porque de tão ilusório…
Tomar café é finório!

Vai voltar ao anterior,
Não pode ser superior…
Nas empresas é um horror…
Da insolvência o terror!

E a competitividade
Deixa de ser realidade
Assusta a Comunidade…
Isto é mesmo de verdade?
  
Eu não consigo entender
Isto que está a acontecer…
Como é possível haver
Quem faz o pobre sofrer?

Porque é que só vem o mal
Para o nosso Portugal?
Porque na Europa, afinal,
Tudo é, assim, tão desigual?

Ora, vê bem o que isto é,
Não te cales nunca Zé,
Tens que fazer finca pé
P’ra lhes mostrares como é!

                  «»

Poema de - Zélia Chamusca
Fonte de imagem - Google

8 comentários:

  1. Zélia, poema real,e doloroso...um protesto também, do povo brasileiro ...
    Te abraço...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marcia Portela, eu já li que no Brasil é o mesmo e não é Europa. É tal o absurdo que tive que escrever o que escrevi que nada tem de poético, é um desabafo pela incoerência, absurdo, desonestidade e, sobretudo injustiça. Não respeitam a nossa Constituição e chegam ao cúmulo de, depois do Tribunal Constitucional declarar inconstitucional, como neste caso acontecerá se retirarem o aumento do salário mínimo que irão aplicar, repito, chegam ao cúmulo de reincidir no crime!!!!! E este povo consente! É uma vergonha que a Comunidade pense do modo como pensa quando em Portugal o ordenado mínimo é dos mais baixos da Europa! Quem não vê isto é tão cruel e injusto para estes trabalhadores que devia ir viver, com o ordenado mínimo, para debaixo da ponte para saber como é viver nesta miséria quando estes trabalhadores se fartam de trabalhar para os que os exploram e deste modo enriquecem!!! http://observador.pt/.../aumento-da-salario-minimo-mal.../

      Eliminar
  2. Portugal, para onde vais? Para onde te empurram? Sim estes aumentos são a face descarada da desonestidade e da falsidade de quem nos governa (melhor dito - desgoverna!) Grito bem escrito com mão de mestre Zélia, mas um grito de uma revolta que clama justiça!
    Aplausos de pé

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luar Perdido,
      Matam-me a poesia...
      E, como a poesia morreu,apenas escrevo transmitindo a revolta que sinto.
      É muito confortante seu comentário.
      Grata e beijinho,
      ZCH

      Eliminar
  3. Zélia..
    esse poema é fantástico quanta verdade sobre o salário ilusório
    que ao recebermos de tristeza sempre choro.
    De tão grande a fartura se meu marido ñ trabalhar mesmo aposentado.
    Morre ele , morre eu ñ tem como comprar a sacola de remédio.
    Uma semana abençoada.
    Evanir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Evanir,
      Este poema de poesia nada tem a não ser a forma.É a triste e pura realidade que transmito num grito de revolta pela injustiça e sobretudo pelo egoísmo humano, porque quem pensa que tem que haver pobres quer tudo só para si como se este mundo fosse só seu e nele vivesse eternamente. Julgam-se os senhores do mundo.
      Eu também choro comovida por sentir tanta desgraça causada por este egoísmo de gente desumana e sem coração, autênticos demónios !

      Força, Evanir, continue com a sua fé e certeza de que Alguém estará sempre consigo para a ajudar. Esta é, também, a minha fé.

      ZCH

      Eliminar
  4. Zélia, os salários não acompanham a inflação. Direitos adquiridos costumam ser ignorados. Os incentivos do governo, por aqui, são para aquisição de carros, com a desculpa de que precisam evitar o desemprego, tido como certo se as montadoras não os venderem. E apregoam que acabaram com a miséria extrema. Nossos governantes, a quem oferecemos o instrumento necessário para a defesa de nossos interesses, só conhecem os problemas do país na fase pré-eleitoral. Aquela que ora estamos vivendo.
    Obrigada por ter retribuído minha visita. Seus escritos merecem leitura. Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marilene, é o mesmo em todo o lado, porque quem consegue ascender ao poder porque engana o eleitor é tão ambicioso que quer tudo só para ele (eles) Eles pensam que não morrem.
      Grata por sua visita e beijinho,
      ZCH

      Eliminar