sábado, 1 de março de 2014

Ah! Se eu pudesse...
















Ah! Se eu pudesse…
Faria o sol brilhar
No coração de todos,
Para que, pleno de amor,
Cada um o outro amar!...

Ah! Se eu pudesse…
Iluminaria a noite
Com um permanente luar
Para que uns aos outros
Em seus olhos vissem
O amor a brilhar,
E, plenos de amor,
Cada um o outro amar!...

Ah! Se eu pudesse…
Um novo rumo
Ao mundo dar,
Nele só existiria
A harmonia,
A paz e a alegria
Pela felicidade
De em realidade
Esta fantasia
Poder  concretizar!...
         «»
                                             Zélia  Chamusca 

Da obra - Um outro olhar
Ainda não publicada

4 comentários:

  1. Se cada um de nós, se dedicasse a ver no outro mais do que só um rosto, mais do que só um olhar...Então o amor imperaria e todos saberíamos "o outro amar". Não é fantasia, é mesmo uma questão de ...Querer olhar. Beijinho de "luar"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, tu sabes bem, Luar,
      que, apenas, de nós depende
      o sabermos o outro amar...
      Mas, o mundo não entende...

      Oxalá possamos, um dia, este sonho concretizar,
      ZCH

      Eliminar
  2. Aqui, ali ou em outro lugar, lembro de ter aplaudido este poema que declina o verbo amar. Aqui, ali ou em qualquer outro lugar, irei gritar BRAVOO (!) e te felicitar. Bjs do Paolo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Ilustre Poeta Paolo Lim! Que surpresa!
      Muito grata pelo seu tão agradável comentário e desejo muito amor para si,
      ZCH

      Eliminar