terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Pesadelo ou ficção?



Acordei sobressaltada
Do sono, aterrorizada…
Pesadelo ou ficção
Assolou meu coração?

Apenas sei que acordei
A viver onde não sei…
Era um continente enorme
Onde tudo era disforme!...

Dividido por duas margens
Onde habitavam selvagens.
A norte estes habitam;
Os do sul agonizavam.

À tortura eram sujeitos,
Sofriam da guerra os efeitos,
De rostos escravizados
À fome eram condenados…

Eram do sul os seus países
Onde outrora eram felizes
Até que o espectro chegou
E o capital os tomou!

Era o espectro do poder,
Domínio sobre o outro ser,
Que destruiu todos os países
Onde outrora eram felizes.

O espírito reencarnado,
Setenta anos afastado,
Regressou p’ra dominar
O mundo e a guerra lançar!
                 «»

                         Zélia Chamusca



Da obra - Um Mundo Melhor
Chiado Editora

2 comentários:

  1. E pela terceira vez...mas serão de novo derrotados. O lastimável é sempre o que os cabecilhas apelidam de "danos colaterais". E são tantos e tão horrendos que deveria haver um qualquer castigo....
    Belo poema e até breve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Adriano,
      Um dos motivos por que o admiro é porque você é inteligente.
      Força e beijinho,
      ZCH

      Eliminar