quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Oração ao Menino Jesus






Oh! Meu Menino Jesus!


Manda p’ra bem longe a Troika
Que eu estou a ficar paranóica!
Não estão cá a fazer nada
Deixa a gente sossegada... 


Querem baixar o salário
Que já por si é precário…
Que baixem os do Governo!
Vem mandá-los para o inferno! 


Destruíram-nos  a Nação,
Tiram aos pobres o pão...
Eles têm que ser julgados
E a pagar ser condenados! 


Até á quarta geração
Sabes bem quem eles são!
Todos seus bens confiscados,
Serem à Nação entregados! 


Manda-nos de Aljubarrota,
P’ra acabar com a bancarrota,
A padeira que à pazada
Corra com esta ladroada! 


Oh! Meu Menino Jesus! 


Ouve-me na minha prece
O que este povo merece:
Livra-nos de todo o mal
Num presente de Natal! 


Amen.

                        «»
Da obra - UM MUNDO MELHOR
Poesia de intervenção social e política
Autora - Zélia Chamusca
Chiado Editora
Fonte de imagem -Google

4 comentários:

  1. AMIGA, ADOREI ESTA ORAÇÃO E VEIO EM BOA HORA NÃO APENAS PARA OS PORTUGUESES MAS, PARA NÓS BRASILEIROS TAMBÉM!
    OBRIGADA!
    BOAS FESTAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Celle,

      Em todo o mundo paira o egoísmo e a ambição dos que têm o poder querendo tudo só para si próprio, quando há tanta gente na rua a morrer de fome.

      O mais grave é que depois de arruinarem o país roubam o pobre e destroem a classe média aumentando os pobres e ficando os ricos cada vez mais ricos.

      Não existe fraternidade;existe a falsidade e a hipocrisia que se revela, fortemente, no Natal.

      Um Grande Homem que seguiu o exemplo de Cristo, Nelson Mandela, partiu ontem,5-12-2013, para junto d'ELE. Este Grande Homem estará, sim, com Jesus, sempre, e, sei que ele onde estiver continuará a lutar para que não haja marginalizados, explorados, e que paire, para sempre na Terra, o amor, a paz e a fraternidade.

      "Ainda há gente que não sabe, quando se levanta, de onde virá a próxima refeição e há crianças com fome que choram."
      Nelson Mandela

      "Nosso medo mais profundo não é que sejamos inadequados. Nosso medo mais profundo é que sejamos poderosos demais. É nossa sabedoria, não nossa ignorância, o que mais nos apavora. Perguntamo-nos: 'Quem sou eu para ser brilhante, belo, talentoso, fabuloso? Na verdade, por que você não seria? Você é um filho de Deus. Seu medo não serve ao mundo. Não há nada de iluminado em se diminuir para que outras pessoas não se sintam inseguras perto de você. Nascemos para expressar a glória de Deus que há em nós. Ela não está em apenas alguns de nós; está em todas as pessoas. E quando deixamos que essa nossa luz brilhe, inconscientemente permitimos que outras pessoas façam o mesmo. Quando nos libertamos de nosso medo, nossa presença automaticamente liberta as outras pessoas."
      Nelson Mandela

      Tenho pena que aqueles que hoje, estou a ouvir e ver homenagear Mandela reconhecendo-lhe o enorme valor humano não tenham o mínimo de humildade para segui-lo.

      Grata, Celle, por seu comentário, e, muito amor fraterno para si e todos nós,
      ZCH

      Eliminar
  2. Cara Amiga Zélia,

    O pedido é legítimo e justificado, mas não será atendido. Essa foi a missão do menino que, depois de feito homem aconselhou os homens a agirem por forma a não ocorrerem as situações de injustiça social, de ganância, de exploração dos mais fracos para benefício dos mais fortes, dos financeiramente mais poderosos.
    Mas o demónio, o mal alimentado pelos mais ambiciosos sem escrúpulos foi mais forte e o mundo encontra-se à beira do Apocalipse.
    E a origem deste martírio infernal já não depende do poder político, mas daqueles que lhe puxam os cordelinhos, os detentores do poder financeiro. Os do poder político estão provisoriamente em missão ao serviço dos financeiros afim de deles merecerem o prémio do tacho posterior. Veja em http://pmcruz.com/eco/ as relações de ex-políticos com as maiores empresas. Veja também o alerta feito to Há cerca de 40 meses o alerta feito sobre a forma de um dos homens mais ricos do país dar ordens aos governantes, ordem qe´que os 40 meses posteriores mostraram ter sido eficaz http://domirante.blogspot.pt/2010/09/justica-social.html.

    Com tal egocentrismo, tal desumanidade, ganância, ambição pelo lucro e cada vez mais riqueza financeira, à custa do progressivo empobrecimento da maior parte da população, as normas cristãs não têm surtido efeito. Mandela foi um humanista e agora o Papa Francisco está a alertar os povos para a necessidade de agirem para a «justiça social» para a reabilitação dos suburbanos da sociedade.

    Há que lutar para que o espírito de Natal seja reflectido no quotidiano e com ele o Amor fraterno aconselhado por Cristo.

    Beijo
    João

    ResponderEliminar
  3. Olá Ilustre Amigo, A. João Soares,

    Infelizmente o que sinto e vejo é que não há evolução humana em termos de espiritualidade. Constato-o no dia a dia e não só nos políticos e empresários, mas até no que está a nosso lado, o vizinho, o colega, o pretenso amigo... Paira o egoísmo, a ganância, a imoralidade. Fazem tudo agindo a seu favor, o que talvez não fosse mal se não fosse à custa da destruição do outro...

    Não obstante a dificuldade que se torna difícil de debelar o mal não devemos baixar os braços, nem que seja, apenas, denunciando.

    Acreditemos que podemos mudar o mundo e lutemos com a esperança duma sociedade justa de paz, amor e fraternidade.

    Interessante a construção do http://pmcruz.com/eco/,a relação politico- empresarial é impossível de suster.

    Partilhei os dois sites no Facebook.

    Muito grata por seu ilustre comentário que, além de enriquecer este espaço, enriquece minha cultura.

    Beijinho,

    ZC

    ResponderEliminar