segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Mensagem de Ano Novo 2014





 
Surge o Ano Novo
no ciclo ontológico da natureza
e com ele o renovar
perene de toda a beleza
criada por Deus
para os filhos seus.
 

O Ano Novo
que, agora, começa
no calendário cristão,
é no tempo
mera ilusão.
O tempo não existe;
é uma abstração.
 

O real Ano Novo
é o completar de um ciclo
de eterno retorno,
que, agora, de novo começa
e com ele toda a natureza recomeça,
se renova
dando-nos disso prova.
 

É a dinâmica do Universo
na sua permanente mutação
e renovação
de toda a criação.
 

Também nós, humanos,
todos os animais
e todas as criaturas,
por Deus criados
porque por Ele amados,
seremos, agora, renovados.
 

Tal como a natureza
no seu perene renovar,
também nós, humanos,
nos poderemos renovar
fazendo surgir,
dentro de nós,
o Homem (ser humano) Novo
seguidor da mensagem
que Cristo nos veio deixar,
fazendo do mundo em que vivemos
um mundo de paz,
de amor e fraternidade,
completando o ciclo eterno da renovação.
 

Depende de nós todos,
unidos pelos laços da fraternidade,
fazermos surgir
uma nova sociedade! 
 

Oxalá que, aqueles
que pelo povo eleitos
para o servir,
possam seus corações abrir
tornando-se mais justos,
humanos e fraternos
para com todos nós,
seguindo a Mensagem  
que Cristo nos veio deixar,
A Mensagem de Ano Novo.
 

Feliz Ano Novo para todos nós!

                       «»                                     

                             Zélia Chamusca
Poema de - Zélia Chamusca
Fonte de imagem - google

4 comentários:

  1. Cara Amiga Zélia,

    Gosto deste seu Orçamento para 2014!!!

    Realmente, mais do que esperança passiva de repetição de mais um ano, esta data é um momento de criação, de «fazermos surgir uma nova sociedade», como muito bem diz.

    Se, em linhas gerais tudo se repete, na verdade, em pormenor, em rigor, nada se repete, tudo é diferente, nada é igual ao dia anterior, e é preciso intenção, luta perseverante, para que a diferença seja para melhor.

    Mas, na sociedade, não é fácil as coisas melhorarem, porque ao povo não é dada a possibilidade de eleger os melhores cidadãos para o governarem. O sistema está montado para que a escolha seja feita entre grupos, não devidamente abertos, nem explicado, de pessoas comprometidas, coniventes, cúmplices com objectivos de interesse pessoal e de bando que ignoram os reais interesses colectivos do Estado, esquecendo que este tem como principal factor a Nação, isto é os seus cidadãos, que vivem no território e que são organizados politica e administrativamente. O objectivo do Governo não pode deixar de colocar em primeiro lugar as pessoas que constituem a Nação.

    Mas vemos o contrário, elas só são vistas pelos políticos como fornecedores do voto e, depois, como bolsa onde vão buscar o dinheiro para pagar a crise que a má governação cria. E nesse saque de dinheiro, deixam muita gente desempregada, na miséria a morrer de fome e de falta de cuidados de saúde.

    Por isso, tenho muitas dúvidas que o próximo ano seja melhor do que foram os dois anos mais recentes. Os números vindos a público, apreciados sem cor partidária, não são animadores e a continuação da austeridade com o adiamento da dívida fazem prever que tenhamos não um mas vários anos de dificuldades a que muitos terão de fugir emigrando.

    E o Portugal de há 4 ou 5 séculos será um sol brilhante que já se apagou totalmente, passando a mito em que os jovens dificilmente acreditam, tal é o contraste com a vida real que terão de levar.

    Beijo
    João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ilustre Sr. A. João Soares,

      A sua primeira frase fez-me rir imenso!

      Quanto à triste realidade que refere esqueçamo-la ao menos nesta passagem comemorativa da vinda ao mundo do Homem Novo, Jesus Cristo, que revolucionou a cultura, a religião, o conceito da vida e do ser humano, vendo-o na dimensão mais profunda da pessoa humana através do Seu imenso amor cuja mensagem nos deixou:

      Amai-vos uns aos outros como eu vos amei.

      Veja que este Ano de 2013, um ano tão difícil para nós foi amenizado com a vinda de um Homem Novo, seguidor de Cristo, que nos surpreende, a cada momento, com uma mensagem de amor e esperança - o Papa Francisco.

      A Mensagem de Ano Novo, segundo a doutrina que Jesus nos deixa é uma mensagem de amor, de renovação espiritual.

      Desejo para si, sua família e para todos nós que o Ano Novo nos traga uma atmosfera de renovação do espírito para que, todos unidos pelos laços do amor fraterno construamos um mundo de harmonia, paz e fraternidade.

      Beijo fraterno,

      ZCH

      Eliminar
  2. Embora seja uma mensagem LINDA para 2014, ano que agora termina, acho que pode ser extensível para 2015. A renovação do ser humano, a substituição dos corações de pedra por corações de carne, a permeabilização do Homem à mensagem simples e bela que Deus nos deu, e a docilidade para nos deixarmos guiar pela Luz do Alto, são normas para todos os dias, para todas as horas, para uma VIDA. Por isso pego neste belo poema e, atrevo-me a virar a página, e mudar o ano. Minha querida Zélia, faço minhas estas palavras...E que o Natal seja de muita LUZ de muita PAZ e de muito AMOR FRATERNO, entre os homens e na sociedade onde estamos inseridos. Beijinho enorme.Paula

    ResponderEliminar
  3. Paula, Querida, que surpresa! Enquanto lia este comentário ia enchendo meu coração de confortante alegria pela sensibilidade consonante com o que escrevi e sinto e, ao mesmo tempo, pairava em mim a tristeza por este tão belo, sublime mesmo, comentário ser proveniente de um desconhecido - Unknown.- Porém fez-se luz e o Luar Perdido encontrei - Paula!
    É grande a minha felicidade por ter este comentário único de uma poetisa singular que visitou este espaço , agora enriquecido com sua presença.

    Feliz Natal, Paula, e muito amor fraterno,

    ZCH

    ResponderEliminar