sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Os Donos do Mundo Também Morrem!










  

Eles pensam que não morrem,
Pois, agem como se não,
Só para si o mundo absorvem
Levados pela ambição!

Tão ricos e tão ambiciosos
Só p’ra eles o mundo querem
São seus donos poderosos
Quanto mais têm mais querem!

Do mundo eles são senhores,
Dominam pelo poder,
São grandes exploradores,
Que fazem tantos sofrer!

Enriquecem a roubar
Os pobres que tanto sofrem!
Querem o mundo levar!
Não pensam que também morrem!

Partem, levam a ambição
E a alma repleta de nada!
Aqui, o corpo deixarão
Com a carne aos vermes dada!
                  «»
                         
                                   Zélia Chamusca
 


Da obra - Um Mundo Melhor- Poesia de intervenção social e política

Fonte de Imagem - Google 

2 comentários:

  1. Cara Amiga Zélia Chamusca

    O mundo poderia ser um éden, um jardim de felicidade se a humanidade não tivesse deturpado a finalidade do vil metal que foi criado para facilitar as trocas, mas depressa os homens viciaram-se na ambição de posse de coisas materiais e transformaram o dinheiro na droga mais perigosa.

    Hoje os piores males do mundo resultam do excesso de ambição e de adoração de «ídolos efémeros» e muitas pessoas amantes da ostentação e das aparências passam a vida escravizadas por ninharias e morrem antes de terem conhecido os maiores prazeres da vida, a felicidade de uma vida suave, ética, de respeito aos outros e a si próprios.
    E, assim, se destrói este que devia ser um jardim de deleite e prazer espiritual.
    Sugiro visita a
    http://domirante.blogspot.pt/2013/05/a-droga-mais-perigosa.html

    Beijo
    João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Amigo, Ilustre Senhor A. João Soares,

      O seu comentário tocou-me profundamente e amenizou minha indignação e dor.
      Graças a Deus que há alguém que tem a sensibilidade e coragem para falar das injustiças humanas dos que querem tudo só para eles...
      Parece que têm medo de falar. Apenas vão para a rua protestar não dizendo nada. Contudo, a maioria destes fazem o que podem e que eu não posso. É uma boa forma de nos complementarmos na participação da luta.
      Mas, a maioria dos que me rodeiam parece que não é nada com eles...
      Com alguns sei que é verdade não é com eles que até fogem ao fisco e, sempre que podem, arrecadam só para eles...
      Outros têm medo de falar. Talvez estejam à espera de ir para o Governo ou para a Comissão Europeia fazer o que os outros têm feito...
      Assim se traduz o egoísmo humano, a ambição e a ausência de amor que paira no mundo.

      É como diz, A. João Soares:

      "Hoje os piores males do mundo resultam do excesso de ambição e de adoração de «ídolos efémeros» e muitas pessoas amantes da ostentação e das aparências passam a vida escravizadas por ninharias e morrem antes de terem conhecido os maiores prazeres da vida, a felicidade de uma vida suave, ética, de respeito aos outros e a si próprios."

      Estes "donos do mundo" vivem rodeados de bens materiais, de dinheiro, mas não podem ser felizes porque neles não existe o amor.
      E se não se amam a eles próprios como poderão amar os outros?
      São autênticos demónios que pairam sobre a terra!
      Tão afastados andam do Bem, do Amor Divino, que, apenas, destroem a natureza, o ser humano e a eles próprios.

      Li o artigo que indica e, também, THOMAS JEFFERSON:

      “Está-se a passar o que foi previsto por Thomas Jefferson, o terceiro e um dos mais eminentes presidentes dos EUA (1801-1809), há 200 anos:
      If the American people ever allowed the banks to control the issuance of their currency, the banks and corporations that will grow up around them will deprive the people of all property until their children will wake up homeless on the continent their fathers occupied.
      [Tradução: Se o povo Americano alguma vez permitisse aos bancos controlar a emissão da sua moeda, os bancos e as corporações que crescerão em seu redor privariam as pessoas de todos os seus bens até que os seus filhos acordassem sem casa (uns sem-abrigo) no continente que os seus pais ocuparam.]”
      ------------------------------
      Isto acontece porque o homem conhece o caminho do bem mas desvia-se dele levado pelo egoísmo que é a única forma de amor que conhece.
      Apenas pretendem disputar o mundo só para eles e não pensam que o mundo foi criado por Deus – Transcendência, para que todos nós, nele, vivêssemos felizes.

      Muito grata, Amigo, A . João Soares, por seu comentário que muito ilustra este espaço.

      Beijinho,
      ZCH

      Eliminar