sexta-feira, 6 de setembro de 2013

A competitividade






Portugal no bom caminho

Com a produção a aumentar,

Irá caminhar sozinho
Não precisa resgatar.

Um país independente,
Independência económica
E o trabalhador contente
Nesta solução lacónica:

C’a reforma do IRC,
Vão as empresas aumentar,
Nós sabemos bem porquê:
Patrão não pode pagar…

Por isto logo se vê
Que a produtividade
 C’a reforma do IRC,
Cria a competitividade!

                                 Vão surgir novas empresas
Vindas da Comunidade,
Competir com as portuguesas:
É a competitividade!

Vamos produzir imenso
Com o incentivo à produção,
De trabalho muito intenso
E salário em redução!

Jamais haverá disputa,
Nem mais reivindicação,
Trabalhador não mais luta!
Labuta na produção!
             «»





                                           
Poema de - Zélia Chamusca
Fonte de imagem - Google

4 comentários:

  1. Amiga Zélia,

    Que bela competitividade!!! Vamos competir com os chineses e muitas das fábricas alemãs em vez de irem para a China explorar os salários de miséria, acabam por vir para Portugal onde os salários, por esta política neo-liberal, acabam por ser comparáveis aos de áreas menos desenvolvidas da China.
    Os chineses deixam de ter «lojas dos trezentos» em Portugal e irão para onde posam ganhar mais. Pobres portugueses pobres que ficarão cada vez com menos poder de compra.

    Mesmo que não seja necessário novo resgate, a qualidade de vida dos mais desfavorecidos não pára de descer desde há mais de dois anos. Esse deve ser o ponto de referência das virtualidades da actual política. Não há medidas eficazes para melhorar a qualidade de vida das pessoas... a não ser dos ligados à política e altamente colocados na macroeconomia e Bancos.

    Perane isto, os desgraçados do rebanho continuarão obedientes a aceitar todos os abusos? Como será a mudança?

    Beijo
    João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Amigo e Ilustre A. João Soares,

      Infelizmente é como diz.

      E, para mim esta lógica governamental eu não posso entender.

      É, apenas, o pobre que tem que tudo pagar.

      Baixam o IRC. Muito bem... Mas pretendem baixar salários, aumentar o desemprego e explorar os reformados em geral, embora, agora, se trate dos da CGA, enquanto outros ficam isentos como já ficaram isentos da taxa TES, especialmente os que descontaram 12 anos para a reforma. Os que descontaram 40 anos baixam-lhes as reformas já tão baixas com aumento de IRS e Taxa Extraordinária de Solidariedade.
      Nem tenho palavras para tamanha injustiça, maldade e cobardia!
      Fico feliz com sua compreensão e grata por seu incentivante comentário.

      Beijinho,
      ZCH

      Eliminar
  2. Mas eles não sabem o que é lógica, nem racionalidade, nem coerência, nem sentido de responsabilidade.
    Veja o seu post http://cvssemprejovens.blogspot.pt/2015/01/o-curriculum-de-passos-coelho.html e os comentários que lá aparecerão,que serão,poucos porque o medo está generalizado. A imunidade e a impunidade só se aplica aos grandes criminosos e quem faça um desabafo honesto e de alerta ou sugestão, não escapa ao machado do Poder.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Constato que as pessoas têm medo de falar. Parece que não é nada com elas.
      Não entendo...
      Cobardia?
      Egoísmo?
      Ou não é mesmo com eles?
      Efetivamente não é com muitos. Isso também vejo. Convém-lhes.
      Contudo há alguém que não cala, graças a Deus.
      Grata por sua presença.
      Beijinho,
      ZCH

      Eliminar