sábado, 26 de janeiro de 2013

Mesmo sabendo que não és só meu...

 
 
 
Sol, amo teu calor,

Me afago nele,

Me aquece,

Enobrece

E enlouquece

De amor,

Mesmo sabendo que não és só meu…



Por ti

Me deixo acariciar,

Beijar

E abraçar,

Numa envolvente

Quente

E escaldante

De verdadeiro amante,

Mesmo sabendo que não és só meu…



Tua luz me fascina,

Ilumina

E dá cor à minha vida.

És a estrela mais brilhante,

Fascinante,

Com tua luz

Que reluz.

Sou tua eterna amante

Mesmo sabendo que não és só meu…


Poema da obra - PARTE DE MIM
Reeditado

4 comentários:

  1. Calor que aquece, feito amante.
    É assim mesmo o sol.
    E muitos amantes, também, são feito o sol.Ama-se "Mesmo Sabendo que não és só Meu".
    Perfeito Zélia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Querida Monica!
      Seu comentário fez-me rir.
      É como diz.
      Beijinho,
      ZCH

      Eliminar
  2. Deus também deve ser o grande amor de cada crente sem exclusividade sem ciumes,«não é só nosso».O calor e o amor não esgota. A felicidade de cada um aumente na proporção em que ajuda outros a serem mais felizes. Bem,não defendo a poliandria, nem a poligamia!!! Porque não acreditar no amor platónico?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Ilustre Amigo A.João Soares,
      Também não aprovo a poliandria nem a poligamia mas é por uma questão cultural.
      Também não reprovo os povos que a praticam embora eu não entenda.
      Mas num outro âmbito, por exemplo a mãe que tem vários filhos ama com a mesma intensidade e igualmente todos os seus filhos.
      Grata por seu comentário e beijinho,
      ZCH

      Eliminar