sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Natal da Amizade


 
 
 
NATAL DA AMIZADE
Zélia Chamusca
 
Natal da amizade
Que seja este Natal
Onde exista o amor
E o calor
Da fraternidade!...
 
Neste planeta, Terra
Eu desejo,
Quem me dera…
Que este sonho,
Esta quimera,
Se torne realidade!
 
Mas, minha alma está triste
E chora meu coração,
Que a esta afronta não resiste…
É forte a desolação
De tantos,
Que não têm pão!...
                                                                    






 
 
CHRISTMAS OF FRIENDSHIP


Zélia Chamusca

Christmas Friendship
What is this Christmas
Where there is love
The heat
Fraternity! ...

On this planet, Earth
I wish,
I wish ...
What this dream,
This chimera,
Come true!

But my soul is sad
And my heart cries,
What this affront not resist ...
It is strong desolation
In many,
Who have no bread!...

«»

 
 
 
Poema de - Zélia Chamusca
Fonte de imagem - Google                                                      

2 comentários:

  1. Gosto deste poema e desejo que não esmoreça nunca por este clamar no deserto lhe poder parecer inútil. Não é inútil. Permita que recite a voz popular.Roma e Pavia não se fizeram num dia; Devagar se vai ao longe; Água mole em pedra dura tanto bate até que fura.
    É preciso que a boa mensagem seja repetidamente levada aos ouvidos mais surdos, por todos os meios ao nosso alcance. Passados tempos haverá algumas pessoas que a interpretam e a adoptam.
    Não percamos a esperança.
    Beijo com os melhores votos de Boas Festas
    João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ilustre Sr. A. João Soares,
      Se Jesus Cristo, durante dois mil e catorze anos, não conseguiu abrir os corações empedernidos, como conseguirei eu?
      Abraço fraterno,
      ZCH

      Eliminar