sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A vida neste instante não voltará jamais

                                                                         



 
A VIDA NESTE INSTANTE NÃO VOLTARÁ JAMAIS

 

A vida

Passa no tempo,

Tão efémera ela é...

 

A vida

Passa e flui

E se esvai

No tempo…

 

A vida,

Neste instante,

Esta vida

Não voltará

Jamais.

 

Na vida,

Não desperdicemos

O tempo que temos,

Porque,

O tempo

Que passou

Não volta

Nem voltará mais.

 

O tempo

Perdido

E o não perdido

É um instante…

 

Mas,

O tempo

Aproveitado,

É sublimado,

E não perdido,

Ele estará connosco

Na Eternidade!...

 

Saibamos aproveitá-lo!...

            «»
Da obra - PARTE DE MIM
Autora - Zélia Chamusca
Edições Vieira da Silva

 
 

                               
LIFE THIS INSTANT NO NEVER RETURN

  

Life
passing the time,
she is so ephemeral ...

Life
pass and flows
and fades
in time ... 

Life
at this moment,
this lif
do not return
never. 

in life,
do not waste it
the time we have,
because
time now
no back
or more back. 

Time lost
and not lost
it's an instant ...
 
But, time passed,
it is sublimated
and not lost
he will be with us
In Eternity! ... 


Let us enjoy it! ..
             «»

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Explosão do Sentimento



 
 
EXPLOSÃO DO SENTIMENTO
                                                         Zélia Chamusca


Sou lava de vulcão
Ardente de amor,
Desejo e calor,
De luz e paixão. 

Sou força e vigor
Vida e alegria,
Fantasia e magia
No magma de meu coração. 

Sou explosão
Do sentimento
Em erupção,
Encantamento
Infinito,
Dito e descrito,
Gravado em meu espírito,
E, no meu todo
Vivido
E sentido.
                                
       
Poema da obra - PARTE DE MIM                                              


EXPLOSION OF FEELING

                   by

      Zelia Chamusca

 

I'm Volcano lava
burning love
desire and heat
light and passion. 

I am strength and vigor
life and joy,
fantasy and magic
in my heart of magma. 

I'm explosion
feeling
erupting
enchantment
infinite
said and described,
recorded in my spirit,
and, in my whole
lived
and sense.
    «»

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Amor é...



 
Amor é…
Subir ao céu do encantamento,
beijar as estrelas do firmamento,
mergulhar com os anjos no mar profundo
e sobrevoar o mundo…
É a nobreza do sentimento,
é  abraçar  o universo em cada momento,
é sentir-se excelsus ente
numa embriaguez da mente…
É sensualidade que extasia
elevada ao climax  da eudaimonia!...
                           «»
                                         Zélia Chamusca



                                                             
Love is ...

Ascend into heaven of enchantment,
kiss the stars of the firmament,
dive with the angels in the deep sea
and fly over the world ...
It's a noble sentiment
is embracing the universe in every moment,
is feeling Excelsus ente
a drunken mind ...
It sensuality that ecstas
raised to the climax of eudaimonia ! ...

                          «»

 Poema de - Zélia Chamusca  
Fonte de imagem - Google                                                               

sábado, 17 de novembro de 2012

VOEI, VOEI...




 
VOEI, VOEI…
                                                      Zélia Chamusca
 

Voei pelos céus da fantasia

De sonho e magia

Voei, voei……

 

Voei alto,

Rompi nuvens,

Rompi véus,

Dobrei céus

De amor e encantamento,

De fascínio, de paixão,

De emoção,

De plenitude

Em meu coração…

 

Voei, voei…

Voei tanto, que cansei…

As alturas ultrapassei

E, no vácuo me encontrei.

 

Caí…

No vazio,

Gélido e frio

Do nada,

Que, paradoxalmente,

Que me fez sentir,

Imensamente,

A mulher mais amada,

Desejada,

Sonhada.…

E, nesta fantasia

De encanto e magia,

Meu sonho se esvaiu,

Caiu.…

 

Acordei…

E, não mais sonhei

No que, para mim, era tudo,

E que, afinal, é nada!…
                                                      
                                     
                

             
Da obra - PARTE DE MIM
Foto - Lançamento de PARTE DE MIM a 27/10/2012


Nota - Se estiver interessado na obra
contacte-me pelo Facebook
 

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O SER E O NÃO SER




 

Temática dialogante

De “O Ser” e “O Não Ser”

É a dialéctica constante

Do Ser em vias de ser.

 

“O Ser” na sua essência

É dado primordial

Na busca da transcendência

À vida fundamental.

 

“O Ser” é ser realizado

E “O Não Ser” é o em vias de ser.

Será concretizado

Formando um único Ser.

 

Fenómeno ontológico,

A dinâmica do Ser,

Essencialmente lógico,

Manifestação do SER.

 

E é esta envolvência

Em que se manifesta o ser,

Razão que é essência

Do SER que o torna Ser.

                                                                         «»

Hoje, dia 21 de Novembro, Dia Internacional da Filosofia, deixo-vos, para reflexão, meu poema filosófico, O SER E O NÃO SER.
Há cerca de 3 anos, acordei às 4 da manhã com este poema, sem saber porquê, integralmente,
tal como está, aqui, escrito. Não podia deixá-lo fugir. Levantei-me e escrevi-o.

Poema de -  Zélia Chamusca
Fonte de imagem - Google

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

EUROPA COMUNITÁRIA




Neste mundo conturbado
Há um velho continente
Em que um povo magoado
Vive pobre, descontente!

É a Europa Comunitária
Que de comum nada tem
Em nada é solidária
P’la ambição os pobres detém!

Comum? Conversa fiada!
Porque uns comem sempre tudo,
E outros nunca comem nada!
É a injustiça, sobretudo!...

Como é isto Comunidade?
Onde paira a corrupção!
Onde não há fraternidade
E aos pobres roubam o pão!

                  «»



Poema de - Zélia Chamusca
Da obra -  A MENSAGEM - Podemos Mudar o Mundo
Chiado Editora

domingo, 11 de novembro de 2012

A CARIDADEZINHA




 
A CARIDADEZINHA

Zélia Chamusca

 

Andam tantos a brincar

A uma caridadezinha

Nos fazendo acreditar

Que são uma alma boazinha…

 

Dizem que não há miséria,

Neste pobre Portugal,

Claro, dizem tanta léria…

Nada disto é real!
 

As casinhas aumentaram

A sopinha do barroso

Que há tantos anos criaram,

E, agora, é Grande o Barroso!

 

Por isso não há miséria,

Tanta fartura p’ro pobre,

Deixem-se lá dessas lérias...

Isto é uma causa Nobre!

              «»

                                
 
Da obra -A  MENSAGEM - Podemos mudar o mundo
Chiado Editora
Fonte de imagem - Google 

 

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

A LUA E O SOL A BRILHAR



    
 

A LUA E O SOL A BRILHAR
                                                              Zélia Chamusca
 

Na minha vida

O sol brilhava

E me encantava…

Mas, um véu de tristeza

À minha vida

Tirou esta beleza

E passei a viver

Sob o sonho da lua

Na noite escura,

Escura e triste

Que na minha alma

Persiste…

 

Mas, hoje acordei

Com a luz do sol,

Olhei pela larga janela

Aberta

E, eu bem desperta,

À minha frente

Vi a lua,

Numa manhã tranquila,

A lua que a noite iluminou

E o sol que me acordou

Brilhantes e sorridentes…

 

Pensei que estava a sonhar

Vendo a lua à minha frente

E o sol atrás de mim sorridente…

 

E, os dois embebecidos

Me envolvendo em seu sorriso

De amantes

Apaixonados,

Ternos enamorados…

 

Tão estupefacta fiquei

Que lhes falei:

Tu, lua, à minha frente

E o sol à tua frente,

Atrás de mim?...

 

Sois esplendor sem fim,

Vosso brilho me seduz

Neste começo de dia

É um brilho que reluz

Repleto de magia

Enchendo-me de alegria!...

 

Eu entre vós

Que me abraçais

E me enlevais

De beleza e cor

Com vosso amor!...

 

Num jogo lúdico

Entre a lua e o sol

E o sol e a lua

Que ambos disputam

Minha vida iluminar

Tornando-a bela,

De tristeza nua

Pura e singela

De alegria a brilhar,

Como a mais bela

E eterna noite de luar!...
     

                                    

               







Da obra - PARTE DE MIM

domingo, 4 de novembro de 2012

Viver



Viver
É a contínua caminhada
Por nós projetada
Seguindo sempre
Em frente,
Levados por paixões,
Ou perante fracassos
E desilusões.
É o projectar
Permanente
Em concretizar
Nossas aspirações.

Viver
É decidir
O que podemos ser
E ter
E, para isso agir,
E, até mesmo,
Decidir não decidir.

Viver
É agir
Em circunstância
E decidir
Perante essa mesma circunstância.

Viver
É ser livre
E ser
Condenado
À liberdade,
E obrigado
A agir
E ter
Que decidir
Face à liberdade.

Viver
É o que fazemos
E o que acontece
E disso termos
Consciência,
É viver-se
E sentir-se viver
No encontro com o mundo
E no mundo.

Viver
É conviver,
É viver
Em termos de relação,
Sabendo o que está a acontecer.
É ver e participar
Nos acontecimentos,
É projetos concretizar,
É amar,
É querer,
É sofrer,
É odiar,
É desejar,
É temer.

É isto viver.
 
Se não houver consciência
Desta existência
Não haverá vida.

Viver
É o que ninguém
Pode fazer por mim
E por si.

É um ato intransmissível,
Só por cada um possível
A vida viver.

Viver
É o dado fundamental,
Realidade primordial,
Indubitável no Universo.

              


 
 
Da obra - PARTE DE MIM
Autora - Zélia Chamusca
Edições Vieira da Silva