quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Sem lei nem roque

 







SEM LEI NEM ROQUE
       Zélia Chamusca

Num país sem lei nem roque
Nem ladrão a quem se toque,
Cada um mais enche o saco
Do pobre o recurso parco.

Todos os trabalhadores
Estão a sofrer horrores
E os pobres dos reformados
Cada vez são mais roubados.

São só os pobres a pagar
E os do Poder a roubar,
De quem lhes deu o poder
Eles se estão a esquecer.

Não merecem governar
Este país a ficar
Cada vez mais assaltado,
Como não vi no passado!
                    «»

                              

Da Obra - A MENSAGEM - Podemos Mudar o Mundo
Chiado Editora

Fonte de imagem - Google

6 comentários:

  1. É revoltante, não é mesmo?
    Por vezes entrego os pontos. Aqui, em outubro, haverá eleição para prefeito.O povo simplesmente não tem nenhuma opção de voto. São todos figurinhas repetidas. Simplesmente vou votar nulo.
    É lamentável mesmo.
    Excelente teu desabafo poético
    Bjssss

    ResponderEliminar
  2. Querida, isto não é poesia são versos que traduzem esta triste realidade e que eu escrevo porque é uma forma de me tranquilizar.
    É triste que cheguemos a um estado que eu nunca conheci na vida.
    É muito triste.
    Beijinho,
    ZCH

    ResponderEliminar
  3. Querida Amiga Zélia,

    Parabéns pela sua ousadia em agir para elucidação dos populares menos atentos, indiferentes ao que se passa na esfera onde os condenam à pobreza.

    Há cerca de meio ano escrevi este comentário num blogue:
    Não se esqueça que isto obedece a uma lógica rigorosa e inflexível. Eles pensam na sua velhice de nababos, para a qual têm que satisfazer todos os caprichos dos senhores feudais do feudalismo dos grupos económicos que são os que lhe garantem os tachos na senilidade. Veja que todos os ex-políticos estão bem instalados em «asilos» de luxo em bancos e em grande grupos económicos.

    Veja um exemplo na forma como evoluiu o caso que inspirou o post Justiça Social ???. Embora a «sugestão» do magnate fosse de grande injustiça ela acabou por vencer. Não podia deixar de ser!!! Os políticos obedecem cegamente aos seus patrões.

    Um outro exemplo: Qual tem sido o corte nas despesas do Estado com fundações, observatórios, empresas públicas, PPPs e outras instituições existentes apenas com a finalidade de dar tachos a amigalhaços do regime?

    E assim se compreende que cortem o máximo, ou mais, nos funcionários públicos, para poderem dar ao BPN, BPP, Banif, etc.

    E o povo continua a votar neles, de um ou de outro partido, embora as diferenças entre eles seja apenas no nome do partido.
    .

    Diziam que a Grécia estava pior do que Portugal, mas veja a notícia de hoje Grécia já não é Portugal. Atenas avança em força na reforma do Estado
    Enquanto isso, entre nós, a «intenção» de ser feita uma REFORMA ESTRUTURAL DO ESTADO que foi prometida e«há dois anos ainda não deu o primeiro passo, a não ser nos repetidos cortes nos apoios sociais e de saúde a cidadãos doentes, reformados e financeiramente carentes.

    Como diz Mónica Pamplona, não vale a perna votar e, se a lei orbiga a votar, deve entregar-se o voto em branco, como bofetada em todos os candidatos, por não merecerem a escolha do eleitor.

    Os políticos, salvo eventuais excepções, pensam nos seus interesses próprios e nos do partido e desprezam os do ESTADO, para o qual não assumem deveres e obrigações, mas apenas dele retiram o mais que podem e com rapidez antes que deixe de lhes ser possível.

    Qual será a vida das actuais crianças que hoje estão nos dez anos de idade???

    Cumprimentos
    João

    ResponderEliminar
  4. Amigo, Ilustre Senhor A. João Soares,

    Faço minhas todas as suas palavras. Se conversássemos diretamente seria um não mais acabar...
    Felizmente que tenho capacidade e condições (porque as procurei, trabalhei e lutei com força, determinação e honestidade) para ter o conhecimento que tenho, e, ainda que o não tivesse teria o sofrimento na pele provocado por estes energúmenos...
    E quanta desgraça à nossa volta...
    Só vejo destruição...
    Por isso escrevi DESCERAM OS DEMÓNIOS SOBRE A TERRA.

    Refere:

    "REFORMA ESTRUTURAL DO ESTADO que foi prometida e há dois anos ainda não deu o primeiro passo, a não ser nos repetidos cortes nos apoios sociais e de saúde a cidadãos doentes, reformados e financeiramente carentes."

    Foi isto que me levou a escrever CORAGEM? OU COBARDIA?

    É que já lhe ouvi chamar "corajoso"...

    Não, não é Corajoso; é Cobarde quem apenas atinge os indefesos...

    A poesia (neste caso, apenas, versos) permite-nos dizer muito em poucas palavras.

    Tenho muita pena que a Europa tenha chegado a este estado de regressão, regressão a todo o nível.

    As crianças de hoje talvez já nem possam emigrar como os jovens de hoje que mandaram emigrar ou pretenderam dizer "quem não está bem muda-se". As crianças de hoje talvez não venham a ter para onde se mudar porque o mal alastra, na Europa e no mundo.

    Eu não concordo com o que diz a minha Querida Mônica Pamplona, poetisa brasileira, muito agradável que desde há anos lê meus poemas e comenta-os nos grupos em que temos página.

    Eu penso que devemos votar, mas dar possibilidade a outros porque têm sido sempre os mesmos a (des)governar.

    Pelo menos é o que farei.

    Minha vida já será curta e sinto-me feliz por ter vivido numa época em que tive a liberdade de crescer, ser e ter trabalhando para isso e nunca ninguém me roubou nada o que não acontece agora.
    Mas, como dizia, minha vida já é curta mas poderia viver mil anos que nunca votaria num dos partidos que tivesse estado no Poder.

    É sempre um prazer conversar consigo mesmo em breve comentário num simples meu poema.

    Muito grata,

    ZCH

    ResponderEliminar
  5. Gosto mesmo do que leio. Ser solidário é isto mesmo. Grande diálogo.
    Eu também não vou votar nem nunca votei em gente sem caracter, que mente descaradamente. Para mim a mentira é o pior dos defeitos do ser humano. Tenho passado os últimos meses a denunciar esta tragédia que irá ser consolidade no próximo OE. E sei que poucos escutam. Mas é assim que deve ser, lutar no que se acredita. Bem hajam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Bom Dia!

      Adriano,

      Infelizmente nem todos vêm como nós:

      Uns, porque nunca conheceram os valores morais e humanos e, agem egoistamente, apenas, em proveito próprio, e o mais grave, prejudicando o outro. Por isso mesmo, estão em consonância com o Poder;

      Outros, porque nunca conheceram tais valores, não têm conhecimento, inteligência suficiente para discernir o bem do mal para escolherem o caminho certo;

      E outros, ainda, porque lhes convêm. Porque, apenas, agem bajulando os que têm o Poder, vivendo, permanentemente, numa atitude pragmática furando todos os "lobbies" e enganando os outros, os cidadãos, para chegarem até eles, ao Poder. É a única forma que encontram para enriquecer...

      Por este motivo não me admiro que esta ditadura, como jamais vi ou imaginei se prolongue muito para além dos 40 anos (já não muito longe) da ditadura derrubada pelo sonho dos militares de Abril.

      Esta DITADURA ultrapassa em tudo, negativamente, a anterior.

      A mim, na outra, ninguém me deu nada, mas também ninguém me roubou nada. Nela eu tive a oportunidade de crescer, ter e ser; nesta, espoliam-me até aos ossos e, carne já tenho muito pouca...

      Grata por seu comentário e, muita força para lutar e viver,

      ZCH

      Eliminar