sábado, 25 de agosto de 2012

VOEI, VOEI…


 

 VOEI, VOEI…
                                                          Zélia Chamusca
 

Voei pelos céus da fantasia

De sonho e magia

Voei, voei……

 

Voei alto,

Rompi nuvens,

Rompi véus,

Dobrei céus

De amor e encantamento

De fascínio, de paixão,

De emoção,

De plenitude

Em meu coração…

 

Voei, voei…

Voei tanto, que cansei…

As alturas ultrapassei

E, no vácuo me encontrei.

 

Caí…

No vazio,

Gélido e frio

Do nada,

Que, paradoxalmente,

Que me fez sentir,

Imensamente,

A mulher mais amada,

Desejada,

Sonhada.…

E, nesta fantasia

De encanto e magia,

Meu sonho se esvaiu,

Caiu.…

 

Acordei…

E, não mais sonhei

No que, para mim, era tudo,

E que, afinal, é nada!…

              

             

Registo na Biblioteca Nacional
ISBN - 978-989-8545-90-9

2 comentários:

  1. Um poema repleto de sentimento. Paixão, amor,... Refletem com intensidade em teus versos.
    Bjsss

    ResponderEliminar
  2. A paixão é isto, Monica!

    Não é preferivel o amor?

    O amor ama sempre e é incondicional.

    Muito amor para si,
    ZCH

    ResponderEliminar