segunda-feira, 27 de agosto de 2012

PAIXÃO




 
 
 

Adormeci

Na fantasia poética

Que vivi,
 
                                             Deixando-me arrebatar


Pela paixão

Que apanhou meu coração,

Pensando que era amar…

 

Foi vã

Esta minha paixão,

Sentimento efémero,

Patologia

Elevada à paroxia

Em que me transcendi

Pelo fascínio

E perdi

Minha individualidade

Na transformação

De minha personalidade.

 

Acordei,

Pensei…

E ao colocar

Os pés no chão

Recuperei

Minha razão.

 

Paixão,

Que rompes com o equilíbrio psíquico,

Quão diferente és do amor…

Que é sentimento sublimado,

É razão de ser

De todo o ser criado!...


 

             

Da obra -   PARTE DE MIM
Edições Vieira da Silva
 
Fonte de Imagem - Google
 
 

2 comentários:

  1. Eu gosto da paixão. Sentimento esse que levita dois corações num mesmo compasso. Pode não resultar num amor. Mas os arroubos da paixão, é um doce veneno, que mesmo que momentâneo, vale a pena desfrutar.
    Bjssssssssss

    ResponderEliminar
  2. Monica! Fez-me rir!!!

    Não concordo consigo. Não compensa... Paixão é loucura e eu prefiro o amor.ZCH

    ResponderEliminar