sexta-feira, 4 de maio de 2012

EU QUERO SALVAR O MUNDO





4 comentários:

  1. Se pensarmos que nós isoladamente podemos salvar o mundo estamos de facto a ser utópicos. Se todos nós fizéssemos esse propósito e o cumpríssemos, o mundo estaria salvo. Poema lindo minha querida amiga e talentosa poetisa. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, de facto,como diz, Amigo e Poeta Guilherme Duarte,

      Se todos quisessemos...
      Mas, infelizmente há os que querem o inverso...
      Grata e beijinho,
      ZCH

      Eliminar
  2. Concordo parcialmente com os comentários anteriores.
    Mas não podemos nem devemos ficar comodamente à espera que «todos» queiramos. Cada um de nós é indispensável ao «todos» e, por isso cada um deve desde já fazer tudo o que estiver ao seu alcance. É esse DEVER que a amiga Zélia cumpre ao publicar esta poesia e o que faço ao escrever este modesto comentário.
    Para que «todos» façam algo é preciso que cada um esteja disponível para ser parte desse todo e ajudar o líder ou procurar ser o líder de «todos». Sigamos o exemplo e as palavras do Santo Padre Francisco:
    http://domirante.blogspot.pt/2013/08/entrevista-do-papa-francisco.html

    http://domirante.blogspot.pt/2013/07/papa-francisco-ensina.html

    http://domirante.blogspot.pt/2013/07/papa-francisco-e-sociedade-futura.html

    Parabéns Amiga Zélia. Desejo que a coragem nunca lhe falte
    Beijo
    João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ilustre Amigo, A.João Soares,

      Mais uma vez meus agradecimentos por seu tão incentivante comentário inspirador de fé e esperança na caminhada para um mundo novo.
      E, sobretudo, grata pela partilha da entrevista ao Papa Francisco que partilhei.
      Sobre o Papa Francisco nem ouso falar porque toca-me tão profundamente que me sinto sufocada, sem palavras...
      Vejo nele a verdadeira imagem de Cristo que veio à Terra para nos transmitir a paz, a solidariedade, a fraternidade e o amor, sentimentos que, tão afastados andam das mentes humanas.
      Este Papa toca-me pelo seu humanismo, pela pureza e transparência de alma e sobretudo pela proximidade connosco.
      Toca-me tanto que quanto mais o ouço mais desejo ouvir sentindo-me perto do acordar do sonho da utopia do amor de Cristo. É Cristo que desce ao encontro dos homens (humanos) através do seu amor "agape" e nos vem deixar a mensagem do verdadeiro amor.

      Muito amor fraterno para si,
      ZCH


      Eliminar