sábado, 5 de maio de 2012

PORQUE É A FELICIDADE INACESSIVEL?


                                                    


                                          PORQUE  É A FELICIDADE INACESSIVEL?
                                                        Artigo de Zélia Chamusca

Lembrei-me de conversar com todos os meus amigos, aqui, sobre este interessante tema, a Felicidade.
Todos nós procuramos, permanentemente, a felicidade. Essa busca é uma necessidade inerente ao nosso ser, mas, ela cada vez mais se torna inacessível e porquê?
Penso, como Santo Agostinho que não a encontramos porque nos enganamos no caminho. Conhecemos o caminho do Bem (Amor, segundo a terminologia de Santo Agostinho) mas desviamo-nos dele.
Porquê? Porque somos humanos, não somos perfeitos, não somos deuses.
Mas, onde reside a felicidade?
É este o problema.
A felicidade é um estado de espírito, não um objecto que se procura.
Ela está dentro de nós. É aí que teremos que a procurar.
Comecemos por nos amar a nós próprios para depois podermos amar os outros.
Se não nos amarmos a nós próprios nunca poderemos amar alguém.
Ou seja, se não tivermos auto-estima nunca encontraremos a felicidade.
É necessário que, permanentemente, na nossa vida, incentivemos e reforcemos a nossa auto-estima através de pensamentos positivos, que conduzam a sentimentos, emoções, sensações positivos.
Esta atitude exige uma aprendizagem permanente, um aperfeiçoamento.
Se adotarmos uma atitude positiva perante a vida, reforçando os nossos pensamentos positivos e evitando os negativos, a nossa auto-estima será cada vez mais forte e, consequentemente, seremos muito mais felizes e comunicaremos aos outros a nossa própria felicidade.
Se nós próprios não nos sentirmos felizes nunca poderemos transmitir felicidade a alguém.
Hoje, levantei-me e comecei a escrever este texto para vos desejar a todos um muito bom dia.
Saibamos ser felizes!
ZCH

Texto publicado em PEAPAZ -Poetas e Escritores do Amor e da Paz
em 2011-06-10

4 comentários:

  1. Querida Zélia, concordo totalmente com tudo o que escreveu de forma tão sublime. A felicidade é de facto um estado de espírito ou se preferirmos um estado de alma, e que se conquista com muito trabalho, muita paciência e com uma aprendizagem permanente. A felicidade não nos é dada, temos que ser nós a conquistá-la. Beijinho deste seu velho amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Colega e Amigo Duarte,

      Eu publiquei este artigo no "Para Ler e Pensar" e foi destacado.

      Estará lá em destaque durante 10 dias.

      Eu encontrei este artigo, por acaso, num dos meus arquivos e foi escrito exatamente em 10-6-2011. Levantei-me e escrevi. Desta vez não foi a Musa que chegou, pois trata-se de prosa. Sei lá porque escrevi, apeteceu...
      Grata por seu comentário e beijinho,
      ZCH

      Eliminar
  2. Tantos buscam essa tal felicidade, mas esquecem-se de procurar dentro de si.
    Bastante sábio teu texto.
    Bjssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Mónica, temos mesmo que encontrar a felicidade dentro de nós. Ela é um estado de espírito. Se não formos nós a sentirmo-nos felizes ninguém o conseguirá por nós.
      Grata por sua presença e, viva e seja feliz.
      Beijinho,
      ZC

      Eliminar