segunda-feira, 30 de abril de 2012

Individualidade

 

Cada um de nós

E cada ser criado

É por Deus amado

Na imensidade

E pluralidade

De Sua Criação,

Suprema Perfeição.



Cada um de nós,

Na universal diversidade,

É um indivíduo,

Único, singular,

Na sua capacidade

De ser e de amar.



Cada um de nós,

No mundo,

É impar.

Em toda a Natureza

Nada é igual,

Tudo tem sua individualidade,

Sua beleza

Na imensa multiplicidade

Universal.



Somos inigualáveis,

Diferenciáveis,

A nada há que igualar,

Mas, apenas, procurar,

Em nossa manifestação

A melhor e mais perfeita

Forma de participar

Na Obra da Criação,

Tal como o Criador,

Também, nós, por amor,

Podermos criar!
          

Poema da obra -PARTE DE MIM
Edições Vieira da  Silva
                                                        

4 comentários:

  1. O manifesto da fé em teus versos, os torna mais cativante. Abraçaram-se a fé e a poesia.
    Bjssss em seu coração.

    ResponderEliminar
  2. Oi!Querida Mônica,

    Eu penso que é a fé filosófica e a minha racionalidade.
    Para mim Deus é a Transcendência. É a força geradora e coordenadora do Universo.
    Eu ingressei na Universidade Católica porque visada, através do curso de teologia continuar a investigação filosófica. Mas, não cheguei ao fim,ou,mais propriamente,não cheguei lá... Há coisas, fenómenos que nós ainda não conseguimos explicar a não ser,de facto, pela fé e, neste caso,a fé filosófica e a evidência.
    Grata por seu comentário e beijnho,
    ZCH

    ResponderEliminar
  3. Cara Amiga Zélia,

    Um poema com uma grande profundidade teológica. E uma lição para cada um.
    Embora não goste de entrar em discussões sobre a fé, atrevo-me a dizer que se «Deus está no céu, na terra e em toda parte» Ele está dentro de cada um, pelo que se cada um procurar agradar ao seu hóspede sendo o mais perfeito que conseguir, a Humanidade será um paraíso. Esse devia ser o nosso objectivo permanente, persistente.
    Convido cada pessoa a fazer um esforço nesse sentido.

    Beijo
    João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ilustre Sr. A.João Soares,

      Tem razão em dizer que Deus está dentro de nós. Com efeito, nós somos parcela de divino. Eu sinto que Deus está dentro de mim na medida em que O sinto sempre próximo de mim. Sem Ele eu não viveria.
      A nossa missão é evoluirmos, mas, os humanos andam muito esquecidos disso. Se se lembrassem, de facto, viveríamos no Paraíso.
      E se não nos amarmos a nós próprios não poderemos amar ninguém.
      O que refiro neste poema "Individualidade" não me parece que seja reflexo da fé.
      É uma verdade indubitável que cada um de nós, cada ser criado é único, singular, INDIVIDUO.
      Toda a natureza se manifesta, assim,nesta particularidade.
      Quando escrevi este poema senti-me mais próxima da filosofia do que da fé, a menos que seja a fé filosófica, pois que, toda a investigação filosófica terá que partir dum dado fundamental, ou seja, duma verdade como ponto de partida para a procura.

      A Filosofia é uma busca permanente.

      Muito grata por seu reflexivo comentário que muito ilustra este espaço.

      Beijinho,

      ZCH
      .

      Eliminar