sexta-feira, 13 de abril de 2012

A DANÇA DO AMOR





                                             
                               
Ao som do bolero
Eu quero
Contigo dançar
Em melódico compasso
Voar, voar,
No ar,
Sonhar…
Em teus braços,
Subir ao céu,
Por ti me deixar levar,
Até às estrelas,
Ao salão dos anjos,
E, aí, dançar, dançar…
Dançar até à exaustão
Para aliviar meu coração
Pleno de amor e paixão…
E, então,
Minhas pernas e minhas mãos
Nas tuas enlaço
Cruzo e traço
Te abraço.
Ao som do bolero
Em tons
E semitons
Eu quero
Deixar-me por ti levar
Num doce rodopiar,
Girar, girar,
Contigo dançar…
Quero dançar, dançar,
De teu amor me saciar,
Dançar até não mais acabar!...
Ao som do bolero
Eu quero
Contigo me perder
E receber
O calor
Escaldante
De verdadeiro amante,
Teu imenso amor
Puro e sincero
Que há tanto espero,
E, para sempre contigo ficar
A dançar, dançar…
A nossa dança do amor!...



Da obra - PARTE  DE MIM
Edições Vieira da Silva

4 comentários:

  1. O Bolero. Se for de Ravel ainda melhor. É o acompanhamento ideal para a dança do amor. Para se elevar nos ares até ao salão dos anjos e aí dançar...dançar...dançar.

    Poetisa Zélia Chamusca que colecção fantástica de poemas soberbos. Parabéns de alguém que gostava de ter apenas um pouco do seu talento. Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Poeta e Amigo Guilherme Duarte,
    Não seja tão modesto e não me exalte tanto porque não me considero merecedora de seus elogios.
    Grata e desejo um bom fim de semana,
    ZCH

    ResponderEliminar
  3. Também aprecio um bom bolero. E não há nada mais romantico do que dançar nesse ritmo, gracioso e envolvente.
    Doce e delicada leitura.
    Bjssssss

    ResponderEliminar
  4. Mônica eu também gosto muito de dançar e pratiquei, até há pouco, dança coreográfica.
    Parei há uns 3 anos porque não tenho disponibilidade de tempo...
    Grata por ter lido e beijinho,
    ZCH

    ResponderEliminar