sábado, 3 de março de 2012

SENTIMENTOS




Sentimentos

 

Tantos…
Na grandeza incomensurável
Do meu sentir,
Numa dinâmica de eterno fluir
Em permanente devir.

Uns me fazem sofrer
Sem que eu possa entender
A razão deste meu ser.

Outros me tornam feliz,
Numa felicidade imensa
De tão grande imensidão
Sentindo meu coração,
Alegremente, vibrar,
Dançar…
Ao som de linda canção
De amor e emoção
Por tanto amar!...

E, alguns me fazem sonhar
Deles não quero acordar!...


  
Da obra - PEDAÇOS DO MEU CORAÇÃO

3 comentários:

  1. Somos invadidos por uma torrente se sentimentos que não podemos controlar. Sentimentos diversos de esperança, de felicidade, desilusão e de amor entre tantos mais. Há sentimentos dos quais nos queremos livrar rapidamente mas há outros que gostariamos de manter para sempre, principalmente aqueles que nos fazem felizes e nos fazem sonhar. Mais um poema muito bonito.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Guilherme Duarte já não está entre nós.

      Saudade...

      Eliminar
  2. Sempre agradável seu comentário.

    Grata meu Amigo e Poeta Guilherme Duarte.

    Beijinho,

    ZCH

    ResponderEliminar