terça-feira, 13 de março de 2012

POESIA




    POESIA
                  Poema de Zélia Chamusca


Poesia,
És a arte da alma
e a beleza do sentimento.
Tens a cor mais bela
que no mundo existe
 e que em meus olhos espargiste!...

És encanto com teu canto
na beleza da música,
em nota musical,
que transcende
a melodia celestial!...


Tens a magia e a alegria,
a cor e o amor,
a  luz  que encanta e seduz!...
Tens a cor que o coração vê!...
Ultrapassas o limite do visível
e te expandes no mundo sensível
até ao ilimitado inteligível!...


Te consubstancias no poema,
te perpetuas na eternidade,
e pelos poetas te enobreces na sensibilidade!...
                               «»













Dia 14 de Março - Dia da Poesia  (no Brasil)

6 comentários:

  1. Poesia é a expressão do pensamento, do sentir e do olhar, sem limites. Pela frente o poeta tem um espaço interminável que pode percorrer livremente ao sabor da sua vontade e da sua inspiração. Os poetas são almas sensíveis que savem sentir, olhar e sonhar. A poesia um campo vasto onde o poeta se estende. Bonito!

    Um beijinho à poeta Zélia Chamusca e à amiga que por acaso tem o mesmo nome.

    ResponderEliminar
  2. Amigo, Colega de tantos anos... e Poeta Guilherme Duarte,

    Grata por sua permanente presença e beijinho,
    ZCH

    ResponderEliminar
  3. Poesia é sedução,sensibilidade é tudo o que nos vai nos labirintos da alma,esconderijos do coração.Um poema que me deixa tranquila,serena.
    Obrigada.
    bjinho
    Rosa Fonseca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata, Poeta Rosa Fonseca, por seu carinhoso comentário.
      ZCH

      Eliminar
  4. Gosto do poema e concordo com Rosa Fonseca.
    Poesia pode existir, existe, na alma de muita gente que não sabe traduzir em verso aquilo que pensa e sente. Acontece-lhe como a beleza colorida da Natureza a que as pessoas não são estranhas mas apenas os pintores a sabem exprimir, com fantasia com realces de um ou outro tom.
    A minha admiração pelos poetas como pelos pintores ou os músicos é imensa. Por isso confesso a minha veneração pela Zélia e pelos comentadores anteriores.

    Cumprimentos
    joão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ilustre Senhor A.João Soares,

      A poesia sente-se, o poema escreve-se. Há muitas pessoas sensíveis que sentem a poesia mas não conseguem criar o poema.

      A poesia é arte o poema é a obra.

      A propósito, transcrevo para aqui parte da sinopse da obra PARTE DE MIM, onde defino a poesia:

      "Um livro de poemas é uma obra de arte quanto à sua forma estética, é um livro da alma e da sensibilidade.
      Entre os gregos o termo poética (poeisis) significava criação e era aplicado à poesia e a outras artes.
      A poesia não tem enredo, o assunto é a forma como se mostra.
      Ela é a revelação do próprio ser na essência do sentimento.
      A poesia fala de tudo e de nada. Ela é uma arte, a arte da linguagem, e, como tal, é uma criação (poeisis) assente em valores estéticos (do grego aesthesis – estética) que simbolizam conhecimento sensorial, sensibilidade.
      Na poesia a alma abre-se ao olhar do ser, do ser no mundo e das coisas.
      A poesia sente-se e vive-se na alma e consubstancia-se no poema.
      ............................................................"

      Grata por seu agradável comentário e beijinho, ZCH

      Eliminar