quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Sou




  







Sou no mundo a emoção,

Sou corpo e alma,

Sou gelo e calor,

Sou chispa e calma,

Sou ousadia e pudor,

Sou afecto e sou paixão!...



Sou plenitude transbordante,

Sou força e vigor,

Sou lume escaldante,

Sou esperança e amor,                                            

Sou transparência,

Exuberante abertura,

Clarividência,

Razão e loucura! …

  

Mas, se abro as portas à essência do meu ser;

Fecho-as mais pobre:

Se esvai maculada a privacidade,

Que ocupa meu espaço mais nobre.

Minha força começa a esvanecer…

E me cerro na ténue fragilidade! …



Nesta complexidade me refugio

E, paradoxalmente, me liberto:

Danço e canto, corro e salto, choro e rio!...

Mas … em vão…

Na intimidade me aperto

E me afago na solidão!...



          







Poema de - CHAMUSCA, Zélia
IGAC - Registo 6790/2011 

Fonte de Imagem - Google

4 comentários:

  1. Um belo retrato de uma pessoa que conheci há muitos anos e que, ao que vejo, se mantém igual,corpo e alma, gelo e calor, chispa e calma, ousadia e pudor. Lindo. A Zélia que eu conheci...há muitos anos atrás.

    ResponderEliminar
  2. Olá Duarte!
    Só mesmo quem me conheceu e conhece, porque embora não nos vejamos há muito... eu continuo com os mesmos sentimentos,mesmas paixões,mesmas emoções e, é interessantíssimo não ter que lhe dizer que me identifico, profundamente, no que escrevi.
    Fico muito feliz por ter identificado minhas emoções,minha sensibilidade, minha identidade no meu,SOU.
    Isso é muito incentivante para mim.
    Grata e beijinho,
    ZCH

    ResponderEliminar
  3. Gosto desta aversão à monotonia de atitudes e, em contrapartida, à propensão para a prudência, o recato, o fechar de persianas para se «apertar na intimidade»,em momentos de meditação e de introspecção. E, dessa forma, se nos apresenta como a filósofa intelectual criadora de uma notável obra poética.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito grata, Ilustre Amigo, A.João Soares pelo seu agradável e elogioso comentário de que não me sinto merecedora.
      ZCH

      Eliminar