segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

SOU


 

Sou no mundo a emoção,

Sou corpo e alma,

Sou gelo e calor,

Sou chispa e calma,

Sou ousadia e pudor,

Sou afecto e sou paixão!...



Sou plenitude transbordante,

Sou força e vigor,

Sou lume escaldante,

Sou esperança e amor,                                            

Sou transparência,

Exuberante abertura,

Clarividência,

Razão e loucura! …

  

Mas, se abro as portas à essência do meu ser;

Fecho-as mais pobre:

Se esvai maculada a privacidade,

Que ocupa meu espaço mais nobre.

Minha força começa a esvanecer…

E me cerro na ténue fragilidade! …



Nesta complexidade me refugio

E, paradoxalmente, me liberto:

Danço e canto, corro e salto, choro e rio!...

Mas … em vão…

Na intimidade me aperto

E me afago na solidão!...

                 «»

Poema de - CHAMUSCA, Zélia 
Fonte de Imagem - Google
Da obra - Pedaços do meu coração
Edições Vieira da Silva






Sem comentários:

Enviar um comentário